0
0
0
s2sdefault

Famílias Envolvidas na Capacitação em GAPA (Foto: Fagner Leandro/Inst. Elo Amigo)

A capacitação foi realizada na última quinta e sexta-feira (18 e 20 de outubro), na Comunidade de Minador, envolvendo famílias de 9 comunidades de Jucás, e em Orós, no Sítio Pereiro dos Barbosas, envolvendo famílias de 5 comunidades. Intitulado como GAPA (Gestão de Água para Produção de Alimentos), tem como objetivo passar conhecimentos, para as famílias trabalharem de forma correta a água armazenada da cisterna, no arredor de casa, cuidados com a horta, plantas medicinais, o uso dos defensivos naturais, a fertilização do solo, etc.

Francisca Luzinete é da comunidade de Minador em Jucás e explica que a capacitação é bastante proveitosa, pois ajuda a evitar o desperdício de água. Ela pretende plantar hortaliças e criar aves. “A seca é comum em nossa região, e precisamos aprender a sobreviver com a seca. Eu pretendo plantar cebola, cheiro-verde, ervas medicinais e criar galinha, quando minha cisternas estiver pronta”, frisa Dona Luzinete.

Outra agricultora é a Joelma da Silva da comunidade de Pereiro dos Barbosas. Ela relata que a capacitação é uma forma de aprender tanto a economizar água quanto a produzir alimentos saudáveis. “Teremos frutas e legumes livres de agrotóxicos que nós mesmos produziremos. Eu não produzo porque as plantas morrem por falta de água, mas essa realidade irá mudar”, explica Joelma.

Um dos facilitadores do Instituto Elo Amigo, Thiago Barros explica que a GAPA é essencial para as famílias que estão recebendo as cisternas para produzir seus quintais produtivos. “É uma forma de mostrar as famílias, o passo a passo da construção das cisternas, as responsabilidades que elas têm, de tirar dúvidas sobre o projeto e também para unir a comunidade cada vez mais, para melhorias locais”, expõe Thiago.

Conforme o Coordenador Executivo do Instituto Elo Amigo, Marcos Jacinto, o projeto Quintais produtivos é uma forma de inserir as famílias agricultoras nos programas de convivência no semiárido para que elas possam ter acesso à água. “O Projeto Quintais Produtivos é uma importante ação entre as organizações da Sociedade Civil, através da ASA (Articulação do Semiárido Brasileiro), com o Governo do Estado. A GAPA é uma ação estratégica dentro do programa, pois é um primeiro contato das famílias sobre o programa, características, e tudo aquilo que está ligado a convivência no semiárido”, finaliza Jacinto.

Cisterna de Enxurrada

A GAPA faz parte do Projeto Quintais Produtivos que beneficiará 150 famílias de cinco municípios do Centro Sul/Vale do Salgado do Ceará: Acopiara, Cariús, Jucás, Orós e Quixelô. O Projeto é financiado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Agrário e executada pelo Instituto Elo Amigo.

O PROJETO QUINTAIS PRODUTIVOS tem o objetivo de proporcionar o acesso à água para a produção de alimentos e/ou dessedentação animal à famílias de baixa renda e residentes na zona rural, por meio da implantação de cisternas de placas de 52.000 litros, com captação a partir de leito de ENXURRADAS, associada a capacitações técnicas e formação para a gestão da água. Com isso, espera-se que as famílias beneficiadas possam melhorar suas condições de vida, ampliando o acesso à água e contribuindo para a segurança alimentar e nutricional e a geração de renda a partir da comercialização de excedentes.

ENTENDA: Cisterna de Enxurrada

Tem capacidade para até 52 mil litros e é construída dentro da terra, ficando somente a cobertura de forma cônica acima da superfície. O terreno é usado como área de captação. Quando chove, a água escorre pela terra e antes de cair para a cisterna passa por duas pequenas caixas decantadoras, dispostas em sequência. Os canos instalados auxiliam o escoamento da água para dentro do reservatório. Com a função de filtrar areia e outros detritos que possam seguir com a água, os decantadores retêm esses resíduos para impedir o acúmulo no fundo da cisterna. A retirada da água é feita por uma bomba elétrica e jogada para um sistema de elevação (caixa d’agua) sendo distribuída por gravidade na plantação. A água estocada serve para criação de pequenos animais, cultivos de hortaliças, plantas medicinais e frutíferas.

 


0
0
0
s2sdefault