0
0
0
s2sdefault

Celular 18

O encerramento aconteceu no mês de agosto, na Sede do Sindicato dos Trabalhadores(as) Rurais Agricultores(as) Familiares de Orós, envolvendo cerca de 40 pessoas, entre agricultores familiares atendidos e entidades parceiras, como a Prefeitura Municipal de Orós, Ematerce e Sindicato Rural.

Durante o evento, houve avaliação com os presentes sobre o processo de construção das tecnologias, dificuldades enfrentadas e sugestões de melhorias para novos projetos e o debate sobre a importância do mesmo para a produção sustentável de alimentos e geração de renda das 30 famílias que receberam a implementação em suas propriedades nas 14 comunidades do município de Orós.

Conforme o Coordenador de Projetos do Instituto Elo Amigo, Claudenê Lima, o momento foi de grande importância, pois o seminário marca uma jornada de conquistas e desafios. “Pudemos realizar uma avaliação de todo o processo de desenvolvimento do projeto e planejamento das ações de assessoria técnica que garantirá maior empoderamento no processo de produção a partir da água cinza, e tenho certeza que as famílias estão aptas para realizar o manejo de seus quintais produtivos”, afirma Claudenê.

Nesta etapa do Projeto de Reúso de Águas Cinzas para a Produção de Alimentos, foram construídas 30 tecnologias em um prazo de dez meses e financiado pela Fundação Banco do Brasil e executado pelo Instituto Elo Amigo. Mais de 260 mil reais foram investidos nas implementações.


0
0
0
s2sdefault