0
0
0
s2sdefault

Uma das cisternas implementadas pelo P1+2 (Foto: Fagner Leandro)

A Assessora e Jornalista da ASA (Articulação do Semiárido Brasileiro), Juliana Lins Lira, esteve visitando as tecnologias sociais do Programa P1+2, que está sendo executado pelo Instituto Elo Amigo, na Zona Rural de Iguatu e Icó.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Juliana relata que são três visitas ao longo do programa para avaliar as tecnologias e visitar as famílias que estão sendo beneficiadas pelo Projeto P1+2. “A primeira visita é para acompanhar como estão os Cursos de GAPA (Gestão de Água Para a Produção de Alimentos) e já ir vendo as primeiras tecnologias já implantadas. Já a segunda visita é para acompanhar os diagnósticos em campo e saber qual a perspectiva dos agricultores com a cisterna. E a terceira e última visita a gente acompanha e vê a qualidade das cisternas e todo o Projeto Finalizado”, explica Juliana.

Cisterna de Enxurrada - (Foto: Fagner Leandro)

 

O Coordenador de Projetos do Instituto Elo Amigo, Francisco Braz, explica que em Iguatu, já foram construídas 78 cisternas e 5 Barreiros-trincheira e no Icó 18 já estão construídas. “Nós estamos avançando e pretendemos concluir o mais breve possível para que essas pessoas possam ter suas cisternas prontas para receber o inverno de 2019”, finaliza Braz.

Entenda

O Instituto Elo Amigo está executando o Projeto P1+2 nos municípios de Iguatu e Icó, e irá beneficiar 200 famílias agricultoras com a implementação de tecnologias para desenvolvimento de quintais produtivos e práticas agroecológicas. Ao todo, 200 tecnologias estão sendo construídas nas duas cidades. Cada município terá 51 cisternas-calçadão, 44 de enxurradas e 5 barreiros-trincheira. Um investimento de 2 milhões e 400 mil reais.


0
0
0
s2sdefault