0
0
0
s2sdefault

Famílias envolvidas no intercâmbio (Foto: Fagner Leandro)

 

Mais de 40 pessoas, entre agricultores, produtores de Iguatu e equipe técnica do Instituto Elo Amigo, participaram, neste último fim de semana (09 e 10 de novembro), de um intercâmbio na Comunidade Vaca e Areias dos Divinos, em Acopiara, para conhecer pessoas e experiências de convivência, em meio a estiagem, produzindo seus próprios sustentos através de hortas, legumes, frutas, criação de animais e aves.

O intercâmbio, é um dos componentes importantes do Projeto P1+2(Uma Terra e Duas Águas), que visa oferecer troca de conhecimentos e ideias para as famílias que foram contempladas pelo o mesmo, na Zona Rural de Iguatu, (Várzea de Fora 1 e 2, Açude do Governo e Junco) que estão recebendo as tecnologias sociais (Cisternas Calçadão, Enxurrada e Barreiro-Trincheira) para produção de alimentos e pequenos animais, sendo executado pelo Instituto Elo Amigo.

Reunião para avaliação da visita (Foto: Fagner Leandro)

O Coordenador de Projetos do Instituto Elo Amigo, Francisco Braz, lembra que as famílias já estão finalizando todo o processo para receber as cisternas e que o intercâmbio gera ideias para soberania alimentar e proventos. “É um momento de troca de experiências, visitar, conversar, pois essas comunidades que visitamos, são pessoas, que há tempos, receberam as tecnologias sociais e passaram a produzir e melhorar suas condições. Mesmo em meio a estiagem, a gente consegue ver verde, sombra, e uma grande diversidade de produção”, explica Braz.

Uma das agricultoras que participou do intercâmbio, é a Laura Bezerra da comunidade de Junco e percebeu a forma adequada de produzir e economizar a água da cisterna. Ela já pretende implantar uma horta e uma pocilga. “Foi proveitoso, pois a visita mostra tudo que imaginávamos, uma coisa é ver por foto, outra coisa é ver pessoalmente e estou encantada e não vejo a hora de começar a produzir”, externa Laura.

Outro agricultor é o Raimundo Pereira Sucupira que é do Açude do Governo e ficou admirado com a diversidade de produção de alimentos em meio a seca. “Eu contei mais de 30 tipos de frutas. É incrível! Eu vou poder produzir e economizar muito dinheiro. Tenho muito que aprender e o que aprender vou também repassar, um dia, para meus colegas”, frisa Seu Raimundo.

Entenda:

O Instituto Elo Amigo está executando o Projeto P1+2 nos municípios de Iguatu e Icó, e irá beneficiar 200 famílias agricultoras com a implementação de tecnologias para desenvolvimento de quintais produtivos e práticas agroecológicas. Ao todo, 200 tecnologias estão sendo construídas nas duas cidades. Cada município terá 51 cisternas-calçadão, 44 de enxurradas e 5 barreiros-trincheira. Um investimento de 2 milhões e 400 mil reais.

Confira o vídeo aqui --> INTERCÂMBIO - P1+2


0
0
0
s2sdefault